Artigos

Sete em cada dez alunos de cursos técnicos do SENAI têm desempenho entre os níveis adequado e avançado

senai151Pela primeira vez, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) fez uma avaliação que abrange 40 cursos técnicos oferecidos pela instituição em todo o país. As provas, aplicadas em 2015, foram respondidas por 44.876 alunos de 361 escolas do SENAI em todos os estados e no Distrito Federal. Do total de participantes, 71,5% obtiveram resultados nos níveis adequado e avançado. A Avaliação de Desempenho de Estudantes também ouviu, por meio de questionários, 10.777 docentes e 241 diretores. O objetivo da avaliação, além de estabelecer uma série histórica, é verificar a proficiência dos estudantes, o desempenho dos cursos, das escolas, possibilitando, assim, o aprimoramento da educação profissional oferecida pelo Sistema Indústria.


Para o diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, os resultados da prova de larga escala, realizada com os estudantes concluintes dos cursos técnicos, devem verificar a eficácia e a efetividade da oferta educacional. “Nós precisamos usar esses dados e trabalhar pela excelência dos nossos cursos, considerando as exigências do setor industrial. A indústria brasileira necessita de mão de obra qualificada e essa é a aposta do SENAI para a retomada do crescimento da economia”, afirma Lucchesi.
Com foco em competências, a avaliação propõe investigar o grau de desenvolvimento de capacidades básicas, técnicas e de gestão, bem como verificar o alcance das competências necessárias ao desempenho de cada ocupação. Para isso, foi utilizada a Teoria de Resposta ao Item (TRI) – metodologia que também atende o Ministério da Educação (MEC) no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na avaliação do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA). A metodologia possibilita comparar o desempenho de cada curso com resultados de questionários que avaliam a infraestrutura das unidades de ensino, a proposta pedagógica e a atuação dos docentes.
PRINCIPAIS RESULTADOS – Conforme a pontuação do aluno na prova, o resultado corresponde a um dos quatro níveis:
Abaixo do básico = entre 0 e 349 pontos;
Básico = entre 350 e 449;
Adequado = entre 450 e 649;
Avançado = entre 650 e 1000.

Entre os 44.876 alunos que realizaram a prova, 32.075 (71,5%) obtiveram notas nos níveis adequado e avançado. Por Estado, proporcionalmente, os que mais tiveram resultados nessas duas faixas foram os alunos de Sergipe (82,7%), seguidos pelos de São Paulo (82,6%), Santa Catarina (80,8%), Paraná (78,3%), Minas Gerais (74,9%), Bahia (74,8%) e Espírito Santo (74,7%).
Também foi possível analisar o desempenho de cada curso técnico, por meio da porcentagem de alunos que alcançaram pontuação correspondente aos níveis adequado e avançado. A seguir, estão os 12 cursos com melhor desempenho dos alunos:

• Técnico em Meio Ambiente (86,2%)
• Técnico em Fabricação Mecânica (84,5%)
• Técnico em Eletroeletrônica (84,2%)
• Técnico em Comunicação Visual (79%)
• Técnico em TI – Informática (77,2%)
• Técnico em Automação (77%)
• Técnico em Administração (76,5%)
• Técnico em TI – Redes de Computadores (74,4%)
• Técnico em Segurança do Trabalho (74%)
• Técnico em Mecânica (72,7%)
• Técnico em Eletromecânica (72,5%)
• Técnico em Produção de Moda (71,1%)

De acordo com Rafael Lucchesi, esses resultados refletem o alto nível do SENAI na formação de quem escolhe essas carreiras. “É fundamental ampliarmos o acesso dos jovens ao ensino técnico no Brasil, a exemplo de outros países desenvolvidos. Só assim será possível corrigir a matriz educacional brasileira, proporcionar aos jovens mais oportunidades de emprego e, ao mesmo tempo, fazer com que a indústria ganhe em produtividade”, finaliza Lucchesi.

RECONHECIMENTO INTERNACIONAL 

No ano passado, os alunos do SENAI fizeram do Brasil o grande vencedor da WorldSkills – maior competição de educação profissional do mundo, realizada em São Paulo. A delegação brasileira ficou em primeiro lugar no ranking total de pontos a frente da Coreia, Alemanha, Suíça e China. O Brasil conquistou o maior número de medalhas por ocupação, sendo 11 de ouro, 10 de prata e seis de bronze, além de 18 certificados de excelência, concedidos a competidores com alta pontuação. Assim, a delegação brasileira subiu ao pódio em 27 ocupações. O time brasileiro contou com 56 jovens competidores, entre 17 a 22 anos. Desde 1983, o SENAI representa o país no evento, acumulando 95 medalhas e 129 certificados de excelência.

Contato CTGAS-ER

Telefone: +55 (84)3204-8000
Fax: +55 (84)3204-8090
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Site: http://www.ctgas.com.br

Localização

Av. Capitão-Mor Gouveia, 2770
Lagoa Nova - Natal/RN - Brasil
CEP: 59064-164

Você está aqui: Página Inicial